segunda-feira, 12 de junho de 2017

Acrobacias com Palavras - Lançamento da 14ª edição na Joaquim de Carvalho

Teve lugar, na passada sexta-feira, dia 2 de junho, no Auditório Joaquim de Carvalho, o lançamento da 14ª edição de Acrobacias Com Palavras, relativa aos trabalhos de 2015/2016.
Este projeto dá continuidade à determinação de valorizar a formação integral dos alunos, ao dar voz e ao perpetuar as palavras criativas que os alunos concebem em língua portuguesa. Nesta publicação, a Escola reúne, anualmente, os melhores textos produzidos no âmbito das atividades programáticas das várias disciplinas.
A sessão foi presidida pelo Diretor da Escola, Dr. Carlos Santos, que salientou a qualidade dos textos dos alunos e a qualidade das ilustrações, bem como a importância do projeto na vida da Escola. Esta sessão foi animada por momentos de grande diversidade artística, com a apresentação de alguns textos por alunos. Às palavras das Acrobacias juntaram‑se outras artes, a fotografia, o canto e a dança (claque das Escolíadas), que, com outras acrobacias, as enriqueceram, numa harmonia natural e equilibrada, completando-as com formas, cor e movimento.
Num auditório pleno de alunos, autores e professores e funcionários, a palavra foi a verdadeira acrobata que serviu de mote aos textos escritos, aos ditos e, acima de tudo, servirá de mote a todos os pensamentos que nos devem guiar no dia a dia.
























quarta-feira, 31 de maio de 2017

Alunos da Guarda fazem bodyboard nas ondas da Figueira


Centro de Formação Desportiva recebe Escola Secundária da Sé

 

No dia 29 de maio, 19 alunos e 3 professores da Escola Secundária da Sé, da Guarda, deslocaram-se à praia de S. Pedro para realizar um treino de bodyboard, no âmbito das atividades do Centro de Formação Desportiva de Surf/ Bodyboard da Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho.
Num dia de condições favoráveis para a prática de desportos de água, com temperaturas amenas, sol pouco intenso e boas ondas, estes alunos da Beira Alta puderam viver um dia diferente e contactar com a natureza marítima e as suas inúmeras potencialidades, sempre à disposição dos jovens figueirenses. Para alguns alunos tratou-se do seu batismo de mar.
Para a prática desta modalidade, contaram com o apoio dos docentes de Educação Física da Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho e o material e instalações da Associação de Bodyboard Foz do Mondego, clube parceiro do Centro de Formação Desportiva.

Este ano letivo, já passaram pelo centro cerca de 800 alunos de todas as Escolas do concelho. Ainda esta semana também uma escola de Mortágua virá com os seus alunos realizar uma experiência no Centro de Formação Desportiva de Bodyboard.

Escolíadas – Joaquim de Carvalho Vence Final em Aveiro


Estará na Finalíssima em Viseu dia 3 de junho

Realizou-se no dia 28 de maio, em Aveiro, a Final do concurso interescolas Escolíadas, disputada entre as escolas Secundária da Mealhada, Secundária D. Dinis e Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, de que saiu vencedora a Joaquim de Carvalho.
Esta é a 28ª edição do concurso (Escolíadas 2017), e, enquanto uma das três escolas vencedoras da Final, irá agora disputar em Viseu a Finalíssima com as escolas Escola Dr. Jaime Magalhães de Lima de Esgueira e o Colégio de Albergaria.
Fruto de uma forte determinação e de um trabalho diário de empenho e dedicação, a Prof.ª Manuela Amorim, que se disponibilizou para abraçar e liderar este projeto, soube entusiasmar uma equipa constituída por 22 elementos (dois professores e vinte alunos do ensino secundário) e uma claque de cerca de 30 elementos (alunos do terceiro ciclo e secundário), capaz de montar uma coreografia dinâmica.
Sob o tema “ Anos 80”, o tempo da Guerra Fria e da queda do muro de Berlim; dos princípios da informática; dos ícones áureos da música como Michael Jackson e Madonna ou Xutos & Pontapés e GNR; de personalidades como Madre Teresa de Calcutá ou o Papa João Paulo II; de filmes eternos como ET ou Os Salteadores da Arca Perdida. A atualidade do tema justifica-se, no século XXI, porque vivemos um período em que, simultaneamente, ouvimos voltar a falar de erigir muros para separar e não mais unir e contemplamos a beleza dos muros de Vhils. Quisemos questionar se, no século XXI, estaremos destinados a ser os arquitetos dos grandes muros ou se seremos capazes de reinventar novas pontes e novas alianças. O desafio deixado foi o de que só refletindo sobre o passado, podemos perspetivar o futuro que se começa a construir hoje. Foi este o tema que subordinou todas as provas, o teatro, a música, as artes e a claque.

Concluída esta segunda etapa, estaremos no sábado, 3 de junho, na Finalíssima, em Viseu, ainda mais animados e com mais determinação.

Alunos da escola no XIII Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos




No dia 24 de Março decorreu o XIII Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos no Pavilhão Multiusos de Guimarães, com cerca de 1500 participantes.
Despertar o gosto pela Matemática desenvolvendo a rapidez de raciocínio e a capacidade de criar estratégias, é o objectivo principal destes Jogos.
Neste evento participaram, em representação da Escola:
No 3º ciclo: Diana Simões, Filipe Gomes e Isabel Sousa do 9ºC, que concorreram nos jogos PRODUTO, AVANÇO e RASTROS, tendo a aluna Isabel Sousa alcançado o 10º lugar nacional.
No ensino secundário: André Ladeiro do 10ºA, Diogo Belchior do 11ºF e Gonçalo Silva do 10ºA, que concorreram nos jogos FLUME, AVANÇO e PRODUTO.

Parabéns aos concorrentes!

DESPORTO ESCOLAR - BASQUETEBOL FEMININO



Nos dias 19, 20 e 21 de maio, as alunas Ana Beatriz Ferrão (11ºC), Catarina Araújo (9ºE), Beatriz Barbosa (10ºB), Inês Sebastião (12ºE) e Patrícia Macedo (12ºD), ao abrigo de um protocolo existente entre o Agrupamento de Escolas Figueira Norte e a Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho, sagraram-se vice-campeãs nacionais do desporto escolar, na modalidade de basquetebol, escalão juvenil. 

Muitos Parabéns!

Joaquim de Carvalho nas Conferências do Estoril



No dia 29 de maio, 62 alunos da Escola Secundária Dr. Joaquim de Carvalho deslocaram-se até ao Centro de Congressos do Estoril, em Cascais, para assistirem à 5ª edição das Conferências do Estoril, cujo tema geral é Migrações Globais: Leaving Home in a Globalized World.
As Conferências do Estoril, já 5ª edição, a decorrer de 29 a 31 de maio, são um palco de debate entre os maiores pensadores de todo o mundo, centrado nos problemas inerentes à globalização. São organizadas pelo Estoril Institute for Global Dialogue, com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, e contam com o Alto Patrocínio da Presidência da República Portuguesa. Para Amish Laxmidas, representante da Juventude das CE 2017, “a Cimeira da Juventude é um palco para todos os jovens em que a sua opinião conta”.
A organização deste evento convidou a Escola, por meio de dois embaixadores da mesma, ex-alunos da Escola (Manuel Santos e David Monteiro), a estar presente com alunos entre os 16 e os 19 anos. Para a sua seleção, a Escola definiu como o critério as melhores classificações a Filosofia no 10º ano.
O dia 29 de maio foi o dia da juventude e os alunos tiveram a possibilidade de ouvir os principais oradores, Rajendra Pachauri (Nobel da Paz 2007, em nome do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC), do qual era presidente) e Fareeda Khalaf (autora do livro The Girl Who Beat ISIS, vítima de limpeza étnica e escravidão sexual).
Conquistar a força da juventude para o combate a todas as práticas que ponham em causa o futuro do Planeta foi o desafio lançado pelo Nóbel da Paz Rajendra Pachauri, do palco das Conferências do Estoril para todo o mundo. Percursor de um novo movimento para a juventude, o “movimento pop”, Pachauri pediu que os mais de mil jovens presentes assumissem o compromisso de influenciar os líderes do mundo.
A “Rapariga que venceu o ISIS” fez um relato dramático sobre o seu calvário no cativeiro às mãos dos jiadistas do autoproclamado Estado Islâmico (ISIS) no norte do Iraque e emocionou a planeia. Há três anos, Fareeda viu a sua aldeia ser atacada pelo Estado Islâmico, viu o seu pai e o irmão serem mortos, foi sequestrada e usada como escrava sexual. Fareeda Khalaf contou, em lágrimas, a sua história, depois da vila onde morava ter sido ocupada pelos militantes do EI. Contou ainda as atrocidades que os militantes extremistas cometeram contra a população Yazidi local. A jovem relatou como ela e centenas de outras mulheres e crianças Yazidis foram vítimas de violência física e escravidão sexual às mãos dos militantes do ISIS.
No Estoril, fez questão de lembrar que ainda há mais de três mil mulheres Yazidis em cativeiro. “Como conseguiu ser tão forte?”, perguntou uma jovem que assistia ao seu depoimento.  “Antes do ISIS controlar a minha vila, o meu pai dizia-me sempre para ser forte. E era dessas palavras que me lembrava, no cativeiro, quando via crianças a serem espancadas e violadas”.
Da conferência saiu a proposta de criação de um "Passaporte de Segurança Global" para salvar vidas de refugiados.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Alunos da Escola em 4º lugar no "dar@língua"




No passado dia 9 de maio, os alunos Isabel Sousa, do 9ºC e Ricardo Antunes, do 9ºD, participaram na competição "dar@língua", em Aveiro, tendo tendo ficado em 4º lugar.

Muitos parabéns!